Crea-TO recebe a 76ª Soea

Dorivã, o Passarim do Jalapão, empolgou o público no encerramento da 75ª Soea: convite a Palmas

Evento foi saudado com muita animação, na despedida da Soea de Maceió

Foi ao som de berrante, das canções do Passarim do Jalapão, o cantor e compositor Dorivã, e de “Nós é Jeca, mas é Joia”, do tocantinense Juraildes da Cruz, que o Crea-TO e a prefeitura de Palmas receberam a 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia, no encerramento da Soea de Maceió, na noite desta sexta (24).

A exibição de um vídeo sobre a cidade de Palmas, com as palavras da prefeita Cinthia Ribeiro, marcou o início da última parte da cerimônia de encerramento.  Fundada em 1989 e hoje com 300 mil habitantes, Palmas é a última capital planejada do século XX. “Cidade inteligente, cuja sustentabilidade foi reconhecida pelo Banco interamericano de Desenvolvimento – BID. Capital do Matopiba, a ‘Última Fronteira Agrícola’.  Uma cidade onde a Engenharia se faz presente desde o seu surgimento”, foram alguns dos aspectos lembrados.

Em seguida, houve a apresentação do cantor e compositor Dorivã Borges, o “Passarinho do Jalapão”, nome do reggae que ele interpretou, após cativar o público com o “Hino Popular de Palmas”, entoado apenas ao ritmo de um tambor tocantinense. “Vejo o futuro no horizonte, o teu povo vem à fonte no coração de quem quer vencer”, cantou o “Passarim do Jalapão”, que voltaria ao palco no final para cantar “Nós é Jeca, mas é Joia”, de Juraildes da Cruz e mais conhecida na voz do paraibano Xangai.

Presidente do Crea-TO, Marcelo Maia; conselheiros federais Carlos Batista das Neves e Zerisson de Oliveira, e presidente do Crea-AL, Fernando Dacal, saúdam a Soea de Palmas

Nesse intervalo, o público assistiu à passagem da bandeira da Soea, pelo presidente do Crea-AL, eng. civ. Fernando Dacal, ao presidente do Crea-TO, eng. civ. Marcelo Maia, na companhia do conselheiro federal tocantinense Carlos Batista das Neves. “Responsabilidade transferida nesse momento”, sintetizou a apresentadora da cerimônia. Com direito a berrante ecoando pelo teatro Gustavo Leite, do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso, integrantes da comitiva do Estado subiram ao palco, mantendo a tradição de “quebrar o protocolo”.

Saudações

Presidente Marcelo Maia: disposição para superar a Soea de Maceió

Coube ao conselheiro eng. eletric. Carlos Batista das Neves fazer, pessoalmente, a primeira saudação oficial dos tocantinenses.  Agradecendo aos conselheiros e ao presidente do Confea, afirmou que Tocantins é um Estado emergente. “Ainda não nos encontramos prontos, como outros estados onde a Soea até já se repete. Por isso, este desafio foi uma atitude que louvamos para que possamos permear a Soea também nos estados menores, tornando-os muito mais respeitados. Com a sabedoria da engenharia saberemos contornar todas as dificuldades. Teremos uma grande Soea”.

 

Já o presidente Marcelo Maia também agradeceu pela confiança ao escolher o Tocantins para a 76ª Soea, destacando o apoio dos presidentes. “Esse é um dia marcante para o Crea-TO. Eu me sinto muito feliz de poder realizar no nosso estado um evento de tamanha dimensão pela primeira vez. O Tocantins é grandioso para receber o Brasil. Respeitando a Soea feita pelo Dacal, mas com a intenção de superá-lo”, disse, lembrando que Palmas é uma cidade planejada com grande potencial de crescimento e tem tudo para se tornar uma das cidades mais modernas do país.

“Fomos a primeira capital a universalizar o sistema de coleta e tratamento de esgotos. A primeira a adotar sistema de energia solar em prédios públicos e que tanto já contribuiu com a geociência e a tecnologia. Nós nos comprometemos a fazer o melhor com o nível que a engenharia merece. Calor humano não vai faltar”, disse ao final de seu convite.

Reportagem e edição: Henrique Nunes

Revisão: Lidiane Barbosa

Equipe de Comunicação da 75ª Soea

Tags: No tags

Comments are closed.