Programa Mulher do Sistema Confea/Crea é lançado na 76ª Soea

O terceiro dia de programação da 76ª Semana Oficial da Engenharia e da Agronomia (Soea), que está acontecendo no Centro de Convenções Arnaud Rodrigues, em Palmas (TO), foi marcado por um momento histórico para o Sistema Confea/Crea com o lançamento do Programa Mulher. A ferramenta, resultado do trabalho iniciado há um ano, busca fomentar a elaboração de políticas atrativas para mulheres engenheiras, agrônomas e da área das geociências dentro das diversas entidades de classe e Conselhos Regionais.

Para um auditório lotado, o presidente do Confea, eng. civ. Joel Krüger, falou sobre a importância do Programa e as expectativas diante do novo projeto que se consolida. “Ao longo dos anos, o Confea trabalhou com o tema Mulher, mas era preciso fazer mais. Era preciso avançar nas discussões e, principalmente, avançar em ações concretas. A partir desta necessidade começou a nascer a concepção do Programa Mulher com o objetivo de trazer para o Sistema algo concreto, amplo e permanente. Um trabalho que contou com total desempenho e dedicação de Fabyola Resende e que foi aprovado por unanimidade em plenária”, disse Krüger.

Na ocasião, Joel enfatizou que o Programa Mulher vai além das atividades internas do Sistema Profissional e que as ações não podem e não devem ser limitadas a mercado de trabalho e salário. “Os problemas que afetam as mulheres passam por questões bem mais complexas. Estamos falando de questões culturais que resultam em discriminação e violência física e psicológica. O Confea quer e estará presente nestas discussões e o Programa Mulher será a ferramenta para atuarmos com ações e políticas que fortaleçam o respeito e a valorização da mulher porque, acima de tudo, o Brasil precisa dizer não ao feminicídio. O Sistema Confea/Crea diz não ao feminicídio”, reforçou Joel Krüger.

O presidente do Confea ressaltou que o Programa não é apenas do Confea, mas das entidades de classe, das instituições de ensino e de toda a sociedade. “Vamos fazer um ótimo trabalho e esperamos que na próxima Soea possamos comemorar um ano de ações e atividades concretas e com uma imensa lista de avanços em defesa da mulher”, disse Krüger ao anunciar a criação do Comitê Gestor do Programa Mulher, o qual vai presidir. Joel Krüger encerrou sua fala agradecendo o apoio e o trabalho de todos que ajudaram a construir este novo ciclo da mulher dentro do Sistema Confea/Crea e Mútua.

A gerente de Relacionamentos Institucionais do Confea, eng. eletric. e seg. trab. Fabyola Resende, traduziu como um momento histórico o lançamento do Programa Mulher. “É uma grande conquista. O Programa foi construído por todo o Brasil, junto às entidades de classe, ao setor empresarial, a parlamentares e à sociedade civil”, disse ao agradecer e parabenizar o presidente Joel Krüger pela iniciativa. “O Programa será a base para elaboração de políticas atrativas para mulheres engenheiras, agrônomas e da área das geociências dentro das diversas entidades de classe e Conselhos Regionais, a fim de ampliar a participação feminina de forma protagonista em todas as esferas do sistema profissional”, comemora Fabyola. No ato de lançamento ela fez uma breve apresentação do processo de concepção do Programa, seus objetivos e metas.

O presidente do Crea-TO, eng. civ. Marcelo Costa Maia, destacou a importância do Programa e defendeu uma maior participação feminina no Sistema Profissional, especificamente nos Conselhos. “A mulher precisa ter mais voz e ocupar espaço no plenário contribuindo de forma decisiva para as tomadas de decisões que envolvem a engenharia e a agronomia”, disse ele.

Presidentes mulheres

Em sua fala a presidente do Crea-ES, eng. civ. Lúcia Helena, parabenizou o presidente Joel pela iniciativa e agradeceu a oportunidade de integrar o Comitê Gestor do Programa Mulher como representante do Colégio de Presidentes. “É uma grande responsabilidade. Temos muito que trabalhar e contribuir”, disse. “Quando falamos em direitos e segurança da mulher, ainda há muito a ser conquistado. Entretanto, o empoderamento das mulheres vem promovendo uma importantíssima e progressiva mudança de mentalidade na sociedade de modo geral. É salutar e memorável que o Sistema Confea esteja alinhado a essas mudanças. Que o Programa alcance seus objetivos e que tenha o apoio de todos os Conselhos”, afirmou a presidente do Crea-AC, eng. agr. Carminda Silva Pinheiro.

Para a presidente do Crea-DF, eng. civ. Fátima Có, o Programa Mulher é um divisor de águas dentro do Sistema. “Todos os envolvidos estão de parabéns pela iniciativa. É um passo importante na implantação de políticas que incentivem e valorizem a atuação da mulher e garantam o espaço que lhe é de direito”, avaliou a presidente. “A atual gestão do Confea marca um momento importante na luta das mulheres e no processo de concretização da igualdade de gênero. É com grande alegria que participo do lançamento do Programa Mulher, uma ação concreta que abre um importante espaço para discussões sobre o empoderamento feminino”, ressaltou a vice-presidente da Ordem dos Engenheiros de Portugal, Lídia Santiago.

A eng. agr. Giucélia Figueiredo, diretora executiva da Mútua, disse que o Programa Mulher abre um importante diálogo interno e externo sobre o empoderamento feminino, que até então era marcado por discussões equivocadas. ‘É fundamental que todos os atores sociais se apropriem deste Programa, o qual traz como um dos principais focos de ação o combate à violência, o assédio sexual, o feminicídio. É uma luta de todos em prol de uma sociedade onde todos tenham oportunidade e direitos iguais. Que possamos fazer deste programa uma grande ferramenta onde o Sistema tenha compreensão do que é sustentabilidade e que tenha como parâmetro o respeito às diferenças”, enfatiza Giucélia.

Para a presidente do Crea-RN, eng. civ. Ana Adalgisa Dias, o Confea abre um espaço importante para discussões e, principalmente para ações mais concretas em relação à valorização da mulher dentro e fora do sistema profissional. “Os espaços existem e a mulher não tem que ter medo de ocupá-los”, afirma a presidente ao defender a união de todos para avançar, principalmente no combate à violência que se propaga em diversas formas.
“Combater o machismo e o preconceito ajuda a construir uma sociedade mais justa e igualitária. Isso porque o empoderamento feminino não busca tornar as mulheres superiores aos homens, mas colocar todos em um patamar de igualdade. O Confea está de parabéns pela criação do Programa Mulher, uma ação que deve contar com o apoio de todos”, avalia a presidente do Crea-RS, eng. civ. Alice Helena Scholl.

Relator do processo que propôs ao plenário a criação do Programa Mulher, o conselheiro federal, eng. agr. João Bosco disse que se sente honrado em contribuir para estas mudanças há tempo esperadas pelas mulheres que fazem o sistema profissional. “ Vamos trabalhar em várias frentes com foco contra a discriminação, a violência e pela valorização e respeito a mulher”, afirmou Bosco.

A cerimônia também foi prestigiada pela prefeita de Palmas, Cíntia Ribeiro, que parabenizou o presidente Joel pela sensibilidade ao tratar um tema tão importante que é a valorização da mulher. “Todos estão de parabéns. É um trabalho fundamental no processo de conscientização e igualdade de gênero. Homens e mulheres se complementam. Não há razões pelas quais eles devam temer os avanços da mulher”, defendeu a prefeita.

Reportagem: Irís Valéria(Crea-SE)
Edição: Fernanda Pimentel (Confea)
Revisão: Lidiane Barbosa (Confea)
Equipe de Comunicação da 76ª Soea
Fotos: Damasceno Fotografia/Confea e Marck Castro

0
Scroll to top